terça-feira, 27 de dezembro de 2011


Sabe? Eu nunca na minha vida tinha perdido alguém.
E infelizmente isso aconteceu.
A minha linda avó Marly foi chamada por Deus pra fazer parte do "grupo social" Dele. Eu nunca tinha sentido essa dor, mas agora que to passando por ela, eu digo à todos, por favor, não deixem as pessoas que vocês gostam, amam ou tem algum tipo de carinho sem umas palavras carinhosas.
A gente realmente não sabe o dia de amanhã.
As coisas podem acontecer com você dormindo, que foi o caso da minha avó, e o tempo não vai voltar para que você aja de uma forma diferente.
Deus tem todas as coisas planejadas, e por não sabermos, Ele só quer que façamos a nossa parte de sermos bons uns com os outros.
A dor da perda é muito grande.
E independente da crença de vocês, sempre peçam luz e paz umas pelas outras, e principalmente pra minha avó.
Que sempre foi guerreira, batalhadora, criou 4 filhos praticamente sozinha, depois vieram netos de quebra, nunca deixou de fazer suas contas, suas compras, sua fixação por bolsas e sapatos e reformas na casa. Só saia de casa maquiada e na beca, só arrumada.
Hoje eu ouvi "uma vez perua, sempre perua" e é o caso dela. Que Deus a tenha em Seus braços e nos console nesse momento de dor.
Porque é ruim, e como cada um e cada dor é diferente, só a gente sabe como está sendo. Fiquem com Deus.
E que Ele abençoe tds vcs.

Vó Marly, grande Marly de Oliveira Vargas, fez muito bem seu trabalho e sua missão. E que os Vargas sejam sempre lutadores e batalhadores como ela.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Alguém como você.

Tá, já ta bem clichê, mas essa música fez parte de uma parte muito importante da minha vida e hoje, "revi" essa parte e agora sim ela se encaixa perfeitamente no que está acontecendo com a gente.

Someone like you

"Eu ouvi dizer que você está estabilizado
... Que você encontrou uma garota e agora está casado
Eu soube que seus sonhos se realizaram
Acho que ela lhe deu coisas que eu não lhe dei...
...Eu odeio aparecer do nada, sem ser convidada
Mas eu não pude ficar longe, não consegui evitar
Eu tinha esperança de que você me olhasse e se lembrasse
De que pra mim, não acabou
...
Você deveria saber como o tempo voa
Apenas ontem foi o melher tempo das nossas vidas
Nascemos e nos criamos numa neblina de verão
Unidos pela surpresa dos nossos dias de glória
...
Não faz mal, eu vou encontrar alguém como você
Não desejo nada além do melhor para você, também
Não me esqueça, eu imploro, eu lembro do que você disse:
Às vezes, o amor dura
Mas, às vezes em vez disso ele fere

Nada se compara, não se preocupe ou se importe
Arrependimentos e erros são produzidos pelas lembranças
Quem poderia adivinhar o gosto agridoce que isso teria?

Não faz mal, eu vou encontrar alguém como você
..."

Resumão de uma vida falida

Cara, eu passei a noite pensando, pensando e pensando e não cheguei a nenhuma conclusão diferente da que eu vou surtar, em breve.
Poxa... São insinuações, e erradas sobre mim. Eu sei que não sou uma pessoa ruim. E passei a minha vida toda, de alguma forma, tentando provar isso pras pessoas.
Quando criança, tinha as piores amizades - o famoso dedo podre - tinha os piores pensamentos, mas apesar de tudo, sempre tive um coração bom e sensível.
Posso ter sido rebelde ou não, mas nada era tão sério, já que hoje em dia, vc vê pessoas mais novas que vc fazendo o mesmo ou pior e que não tem castigo nenhum.
Lembro muito das palmadas, das brigas, dos sermões, lembro que não podia sair de casa sem arrumar a cama da minha mãe, que acordei as 5:30 pra pegar o ônibus de 6, para estar na escola as 7. Sempre teve crítica sim, e por mais que eu tenha sido uma adolescente difícil, eu so queria amor e carinho. E quem me conhece de verdade sabe disso.
Já pararam pra se colocar no meu lugar? Não. Mas eu sofro sim por coisas que vivi. É chato vc ver seu irmão tendo os pais juntos e fazendo tudo por ele e com vc, vc e eles sabem bem, que não foi igual. O carinho e amor, menos ainda. E não adianta falar e falar p eles e mostrar que vc enxerga e se importa pq se sente mal, e com ciúmes, lógico. Pq só queria carinho, amor e atenção.
Lembro das comparações, sou comparada a vida inteira com primas, irmã, com todo mundo.
E dói. As oportunidades, vida, situações, familia de cada um deles é diferente pra mim.
E dói ainda ser comparada e todas as outras coisas. ouvir que tem gente que tem pena de mim por ainda não ter casado. Ah, pára. Se todo problema da vida fosse eliminado por um casamento, meu Deus, eu já teria dado um jeito de casar. mas não, casar sem ter certeza, casar com quem vc não gosta? Casar por casar? Não.
É horrível vc ouvir que nunca vai adiantar ir pra faculdade, pq vai acabar atrás de um balcão, com filhos.
Ouvir que vc não vale nada e só dá desgosto.
Ouvir tdas as críticas de todos os lados e no fundo, ninguém faz nenhum um esforço pra te entender, pra conversar. Claro que não. Criticar, gritar e brigar e mt mais fácil que ouvir, as dolorosos verdades.
Ninguém se lembra das coisas, só eu. Eu devo ser louca então por lembrar-me das coisas sozinhas.
É horrível vc têm que depender de alguém (que ning aceita), que não tinha uma porra duma comida dentro de casa, e qnd vc vê seu irmão ta de cartão de crédito, roupas lindas, andando de carro pra lá e pra cá e vc, apesar de td sozinha.
Tá fui eu que quis lógico. Se eu quisesse continuar vivendo com um salário por mês, abdicando de td p não dar desgosto e sendo infeliz, com certeza eu iria continuar lá.
Vc ouvir que sua irmã é a foda, que vc ñ é nada nem nunca vai ser.
É tão difícil as pessoas entenderem?? Sim, sou boba ainda, ingênua, acredito nas pessoas e sempre deixei de fazer muitas coisas q fiz p agradar os outros.

Mas eu to cansadaaaaaaaaaaa.
Cansada de ouvir o que devo fazer ou não, p não dar mais uma decepção.
Po, mas eu smepre fui decepção, a ovelha negra nunca dá orgulho, mais uma ou menos uma, vai fazer tanta diferença assim?
Sabe a dor que é vc já ter morado em várias casas e as pessoas que vc mais ama na vida NUNCA foram te visitar?
Não conhece seu ciclo de amizade, pq td ciclo é ruim.
Não me conhece, não sabe da minha própria vida, não sabe da minha cor preferida, nao sabe minha comida predileta. O q eu como ou não e duvido que saibam tb as músicas que escuto.
Não sabe do que eu já passei aqui. Sexo, drogas e rock'n roll, e tendo que me virar sozinha, em mil, por medo e vergonha e não ter ninguém pra me apoiar. Por fazer escolhas na vida e ter medo de compartilhar com alguém por saber do preconceito e da não aceitação das pessoas.
Sabe quando vc sente, que alguém que tá do seu lado tds os dias, parece se importar mais cm vc?
Porra, isso é triste. Saber que uma pessoa que convive com vc há 6 meses sabe mais da sua vida e de vc do que quem conviveu a vida td.

Sabe o que é vc sentir falta de abraço e de colo de quem vc ama? Ainda mais, qnd vc pouco teve durante a vida td. Lembro-me de verdade de apenas 3 vezes, que ouvi um "eu te amo" olhando nos meus olhos e chorando comigo. Apenas 3 vezes. As outras são virtuais. E eu não vejo o sentimento e a intensidade.
Saudades de ser cuidada quando se está doente.
Não quero mais ter tirado de mim um sonho. Já ouvi que ser escritora nunca ia dr em nada me tiraram um sonho. Já ouvi que eu nunca ia ser nada, me tiraram a esperança. Que nunca ia ser bailarina e tiraram outro sonho. Já não sei mais no que posso sonhar, já que não posso nada.
Eu choro todos os dias, pedindo p Deus me dá uma resposta se eu realmente sou uma pessoa ruim. Eu não faço mal à ninguém, cara.
Eu já abdiquei um namoro uma vez pq ninguém queria. Aí depois aconteceu de novo pq ninguém gostava. Depois namorei outro pq me pediram. E quase apanhei do cara. Depois voltei pra um desses que ninguém queria. E apesar de ter amado mt, foi um cara que me fez sofrer imensamente, tirando uma oportunidade de mim, de realizar na época, um dos sonhos que tenho na vida.
Posso parecer boba ou querer mostrar que sou vítima da minha própria história, mas não. Eu não sou uma pessoa ruim, faço de td p não magoar as pessoas queridas, eu amo de mais a minha família e sempre levei em consideração, apesar das minhas falhas, td q eles me pediam.
Poxa e qual vai ser a hr que alguém pode abdicar do que for, pra me ver feliz?? Nunca! Claro que não.
Eu não sou má, não faço complô com ninguém, não sou uma amiga falsa, não sou ruim, não mato, não roubo, evito mentir o máximo, não sou mercenária e ainda sim, mesmo que não seja santa, eu NUNCA vou conseguir ouvir nada de bom das pessoas que eu gosto.
Tive amizades erradas, que eu sempre fui fiel, mas que me sugavam tanto, mas tanto que muitas vezes eu esquecia de mim, só pra fazê-los felizes. E eu sou assim, eu me dôo, e mesmo que seja um erro, eu não consigo, por mais que tente, ser diferente.
Sou boa sim, ainda credito nas pessoas, acredito que as pessoas tenham que ser felizes e lutar ao máximo pra isso. Não ter submissão num casamento, ter cumplicidade e companheirismo, eu acredito ainda em todas as coisas boas. Aquele conto de fadas, que dizem que não existe, eu ainda tinha esperanças de que existisse. E eu tava vivendo um. E consegui jogar pelo ralo, com um erro meu, com medo do que umas pessoas que amam, fossem me deixar sozinhas pro resto da vida. Tentei ir pra frente, mas eu sabia e todas as pessoas que convivem comigo sabem que eu não queria aquilo e mais uma vez eu ia ta fazendo alguma coisa pra agradar os outros.

Aí beleza, essa semana, pra completar, a pessoa que eu amo, de mais, que tava comigo, me apoiando, incentivando, me ajudando a mudar e crescer me arrasou de uma forma surreal. Não sou ruim ao ponto de não ter caráter, não sou ridícula, não sou escrota, não sou falsa, não sou nada de ruim que ouvi. Eu tenho certeza que não sou.
O fato de ter ficado com outra pessoa, mesmo que solteira, incomodou tanto, mas tanto, que eu sou tirada como a maior traíra e má da história. Ouvi gritos, berros e insinuações enormes que me fizeram tão mal e me deixaram tão arrasada que logo fui perguntar pras minhas amigas.
Que dor enorme ouvir coisas ruins de todos os lados. Sabe aquele desespero? Então, desesperada, por me sentir sozinha, por me sentir mal, me sentir uma pessoa ruim, do mal.
To há quase 2 meses me sentindo num buraco, sem luz no fim do túnel e a pouco eu tava melhorando e me sentindo melhor e essa semana desabou tudo de novo.
Sabe quando vc não tem mais vontade de comer, levantar da cama? Não tem mais vontade de correr atrás? E a vontade de sumir já é pequena. Pq eu tenho vontade de morrer.
Assim, decepcionaria menos, magoaria menos e menos pessoas chorariam ou teriam dores causadas por mim.
Seria mais fácil.
eu clamo e peço ajuda o tempo todo.
Quando eu fui num Preto Velho, assim que encostamos nossas mãos, e ele chorava comigo, sem eu saber pq e ele disse que eu tava numa tristeza profunda, e tristeza da alma. A minha alma tava chorando.
Por que isso?
Meu Deus, não é possível que eu seja tão errada assim. Não, não é.
Qual vai ser o dia que eu vou conseguir dar felicidade pra alguém e ser feliz?
Por justamente não ter mais esperanças, eu não tenho mais vontade de continuar.
=(

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Uma pequena conversa

Com certeza, e foi o que eu disse, pequenos erros acontecem, não estamos livres disso, mas tb não podemos julgar que qq erro que cometam, pode ser tão grande. Às vezes eles são pequenos, mas justamente pelo seu coração tá magoado, vc acaba achando que ele vai ser grande, que vai aumentar e coisa e tal. Não estamos livres, gente. Se o amor não doesse ás vezes, se não tivesse erros, se não tivesse alguém brigando por atenção, se não tivesse alguém brigando por ciúmes, se não tiver alguém se incomodando com algo, fica chato. Pq qnd isso não acontece, algo estranho está acontecendo. A indiferença é uma das maiores dores q podemos causar. Pena que ninguém saiba disso.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Desabafos

Primeiro desabafo: É foda, muitas vezes eu me sinto meio que num octógono, com vários boxeadores e eu, pequena e indefesa, acabo sem saber pra onde ir. É, então, não tem miuto pra onde ir, afinal, é um octógono. Tá, tudo bem, eu entendo que eu tenho que decidir melhor a minha vida, as minhas coisas e blábláblá. Mas se colocar no meu lugar e ver que eu posso estar feliz, ninguém vê né? Já, inúmeras vezes abri mão de muita coisa, de muita gente e de muitos lugares por causa dos outros. Já abri mão de felicidades, que poderiam sim ter sido felicidades. Será que dessa vez eu não posso fazer diferente? Sim, posso. eu quero lutar, eu quero isso. mas me entender, poucos vão, apoiar, menos ainda. mas viver o que eu vivo, só eu vivo. Annyway. Outro desabafo: Pelo meio do face ontem, descobri que acabei virando o Xix do coração de alguém. Vcs não entenderiam, porque não vivenciaram isso. Mas quem sabe, entende exatamente do que eu to falando. Você se tornar especial e importante pra alguém é com certeza muito bom. Bom pro ego, pra alma, pra paz interior, afinal, tem alguém que se importa. Terceiro desabafo: Cara, na moral, os termos podem ser chulos ou feios, mas não tem outra palavra pra decifrar uma pessoa que se diz amiga, mas na verdade é uma PIRANHA. Que já se prostituiu por nada, sem nunca precisar, apenas pra juntar o útil ao agradável. Q coisa, não? E o mais interessante, SEM PRECISAR. Cuidado filhinha, Bruna Surfistinha começou com esse pensamento - útil e agradável. Ter a cara de pau de dizer que outra pessoa pagaria meu aluguel???????? Aff, misericórdia. Bom, pra início de conversa, eu posso passar fome, e qualquer coisa do gênero, mas uma coisa eu digo, o meu aluguel quem sempre pagou fui eu e é a única coisa que não deixo de pagar. eu posso estar sem comer, mas teto eu sempre vou ter. Ah, q saco. Queria tanto falar mesmo o que estou com vontade de falar, mas sua inutilidade agora na minha vida já não me permite mais à isso. Só cuido quando virar a esquina, meu bem. Tem forças muito maior te guiando pro caminho errado e logo, logo vc vai se arrepender. Enfim. Aí, a pessoa diz pra mim pra ficar com uma pessoa pq tem dinheiro, vai bancar td e que sempre fazia isso com a ex mulher. Mas que é uma pessoa muito sorrateira, pois mandava a mulher viajar, pra poder cair na gandaia aqui. Tenha dó. E a ruim da história sou eu? Vão pra merda os dois, porque cansei de falsidade e ideologismo falso pra cima de mim. Povo hipócrita. Quarto e último desabafo: To cansada. Beijos =P

Fazer o que?

Tudo bem que a vida é uma caixinha de surpresas. Lógico. mas quando se está vivendo o que eu estou vivendo, a gente simplesmente não sabe nem por onde começar a pensar.Tudo estranho, confuso, e confesso, me sinto bem medrosa por isso.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Caio de novo

E se eu te olhar cem vezes, acredite, em cada uma delas estarei me apaixonando um pouco mais.
Caio Fernando de Abreu

domingo, 20 de novembro de 2011

Deus, me ajuda!

Ultimamente as coisas têm acontecido numa velocidade extrema pra mim. Não estou dizendo que meu sentido foi embora e que minha dor passou, mas o que quero dizer é que, num dia eu sofria numa intensidade sem tamanho e no outro, algo me fez perceber que não tenho realmente necessidade nenhuma disso. Lógico que também não vou esquecer amanhã, mas a partir do momento que se tem motivos a mais pra esquecer e que ajudam pra isso acontecer, fica bem mais fácil. Por um mês, eu esqueci como era bom acordar sorrindo. E quero continuar caminhando desse jeito. Convivendo com a dor, continuando com a ajuda que estou tendo, e persistindo nas trilhas do sucesso e felicidade. Uma súbita aparência mudou muita forma de pensar, não sei, ainda estou assustada. Pode ser que Deus tenha permitido isso pra me ajudar a sair logo desse momento triste e pode ser que Ele tenha mandado para um futuro brilhante e desconhecido. Me pergunto se continuo e deixo levar, se paro e jogo fora essa oportunidade, não sei se esbravejo minha angústia, se deixo a vida me levar ou se tento levar a vida do meu jeito, todavia ta gostoso do jeito que ta. E, acho que o mais certo é deixar que Deus me responda todas essas perguntas quando eu sonhar.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

O amor, quando amor

Eu não consigo assimilar os acontecidos atuais e confesso que não sei explicar muito o que acontece comigo. Mas eu sou muito melhor com você. Não entendo minhas ações sem sua participação. Não imagino minha boca sem sua boca, mas que seja doce esse momento de espera, apesar de doloroso. Que seja aprendizado esse momento de fúria, apesar de sofrido. Que seja eterno todo o meu sentimento, apesar da falta de esperança. Um amor, quando real, ele invade qualquer obstáculo que nos aparece. Um amor quando de verdade, invade os dois corações numa reciprocidade que nem mesmo os outros são capazes de acreditar. Um amor, quando amor supera todas as divergências e espera seu domínio sobre os corações nobres, em que ele habita. O amor quando amor, já basta. E ponto final.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Queria ter raiva de você

Queria ser forte, ditar regras, ignorar tragédias e não me importar com você. Mas eu só consigo pensar nessa droga de acontecimento recente que me tirou do chão. Eu tento de todas as maneiras ter raiva de você. Tento ter raiva por odiar você dizendo que eu tenho que parar de chorar, tento ter raiva por odiar você dizer que não me impunha, sendo que você não gosta de ouvir as verdades. Tento raiva quando você me liga só pra saber se estou bem, porque eu não entendo. Tento ter raiva de você quando eu ouço Elvis, quando vejo meu cabelo e minhas roupas. Tento ter raiva de você quando vejo um casal passando de moto agarradinho. Tento ter raiva de você em inúmeros momentos. Porque você, como é tem tanta imperfeição e mesmo assim elas nunca sobressaíram às suas qualidades. Tento ter raiva de você quando eu deito na cama e não tenho ninguém mais pra agarrar. Tento ter raiva de você quando vejo suas fotos, quando vejo sua alegria e quando ouço seus amigos dizerem que você está bem. Tento ter raiva quando você liga, manda mensagem ou faz alguma coisa pra mostrar-se viva. Tento de todas as maneiras buscar alguma coisa pra ter raiva de você, e de repente assim te esquecer mais rápido, mas eu simplesmente não consigo. E fico com raiva de mim por não ser capaz, pelo menos por enquanto, de esquecer você. Não quero ficar ditando pros amigos suas imperfeições e mesmo que o faça, também não gosto de saber que falou das minhas. Somos humanos imperfeitos e tempos que saber lidar com os defeitos alheios. Se fosse tudo perfeito seria chato e monótono. Eu coloco nossos sorrisos e felicidade na frente. Eu te amo com todos os adjetivos, e nem por isso deixaria você por ter uns ruins. Isso pra mim é surreal. Por isso ainda não entendo e aceito sua decisão, mas não me importo mais, mesmo não entendendo, não me importo mais. Cansei de mostrar aí pra você, sendo que você não quer. Cansei de me mostrar sensível a tudo e você pouco ligar. Vou sentir e já sinto falta de todas as coisas boas, que foram muitas, não tem porque deixar de lembrar. De cada sorriso, de cada mensagem. De cada mensagem de bom dia ou de boa noite. De cada noite co você, de calor que a gente sentiu. De cada reciprocidade e cumplicidade que houve. Mas, passou, né?! Daqui pra frente o egoísmo vai tomar um pouco de conta de mim, e eu vou cuidar de mim, ser feliz, mas vou fazer isso por mim. Sem buscar formas de te atingir, vou fazer porque estou afim, não me adianta querer buscar métodos e técnicas pra te ter de volta se você deixou bem claro que está mais do que certa na decisão. Chega uma hora que cansa, e a hora agora é pra cuidar de mim. Meu sentimento por você é grande, imenso, e pra sair daqui vai custar, mas o meu sentimento por mim é muito maior, e é dele que vou cuidar agora.

Meu momento

Sabe? Tenho pensado sobre as coisas e nas coisas que as pessoas me falam. E sim, eu estou sofrendo. sim, eu estou com dor. Dor de amor. Mas passa, eu sei que passa. Não precisam falar pra eu levantar e sacudir a poeira, porque essa dor ainda vai me acompanhar e eu quero viver essa fossa. às vezes é bom a gente ter uma fossa. Tem gente que curte fossa na rua, bebendo com os amigos, já fiz isso, mas dessa vez to ficando em casa, pensando, lendo, aprendendo. E não quero parar agora. Tenho ainda muito que pensar e tirar lições do que vivi. Eu sei que parece fraqueza, mas não é. Eu só estou triste, mas não morri. É duro você perder alguém que você gosta muito, mas muito. É triste vê-la escorrendo de suas mãos, mas essa dor, essa só eu vou sentir, só eu posso dizer se consigo me levantar agora, só eu devo dizer que horas parar de chorar, porque esse sentimento só eu tenho. Já escrevi pra centenas de pessoas, mas dessa vez eu escrevi a minha história com a história de alguém. E todo mundo tem uma linha da vida, onde esse amor passou por um tempo e agora está seguindo outro caminho. Escolha dela oou não, não interessa, o que interessa é que o meu amor é grande e vai ficar sempre claro isso. Levei quase 5 anos pra conseguir me afastar de vez do meu passado e agora que eu consegui não vou desistir assim tão fácil. Ouvi teorias e mais teorias. De que eu tenho que me afastar pra sentirem minha falta, porque o ser humano só gosta daquilo que não tem. Ta, beleza, mas a partir do momento que eu estiver fazendo isso, deixarei de ser eu. E hoje, por incirível que pareça, ouvi de um ex que eu tenho que ser eu. Se eu quiser correr atrás, eu tenho que correr, mas do meu modo. Se eu tiver que fazer algo por alguém, que eu faça, contando que eu faça por mim primeiro. E tá, vou fazer, vou fazer tudo que estiver ao meu alcance pra sair dessa, mas também vou dar o melhor de mim pra reconquistar um sentimento que em mim tava perdido. E não posso deixar ele se esvair de novo. E só depois, que eu tiver a certeza de que eu fiz td, sendo eu mesma e ainda sim não der certo, eu volto pro início da linha. Coração quebrado, sim, mas ainda sim coração. E ele pode ter a chance, mesmo machucado zilhões de vezes, de reativar as coisas nele mortas. Claro, o medo vai sempre me perseguir. Dessa vez eu não tive tanto medo, porque pela segunda vez na minha vida, acreditei muito no meu coração e no que eu podia ser e significar. Mas como tudo na vida, isso também passa. E passou, mas não vai ser por isso que vou me matar. Só preciso de alguns dias de solidão, alguns dias de ligações com muito choro e pouca palavra, alguns dias de abraço e isso passa. Fui quem eu sou de verdade, me limitando pra não mostar tanta imperfeição. Mas como eu quero agradar à todos, se enm Jesus conseguiu, gente?? Então, eu sou da teoria de que por mais que você tenha se machucado, por mais que seu coração tenha sido quebrado, sempre vai aparecer na nossa vida pra acrescentar, pra crescer, pra alimentar suas esperanças. Não deixemos que isso caia ou morra com a gente. É bom estar solteira, sair com as amigas, beber e não ter que dar satisfação à ninguém. Mas é tão bom dormir de conchinha no frio, ou dormir bem agarrado, mesmo quando não tá frio e ainda ligar o ventilador, só pra vc sentir aquele friozinho gostoso, que te deixa mais aconchegante em outros braços. É muito bom pedir pizza pra comer vcs 2 e a família, é mt bom deixar de sair por um tempo pra o casal se curtir, bom assistir Two and a half man de madrugada. Ver Avatar as 3 da manhã. Dreamgirls tarde da noite e depois ficar cantando as músicas. Tudo junto acaba sendo também muito gostoso. Então não tem porque parar de querer se entregar, se um casal é muito bom. Vai doer no início, vai dar saudades um tempo depois, mas se tiver que ser seu, vai ser. Se tiver que ser sua, vai ser. E se não for, paciência. Vc lutou e fez o que pôde. O negócio agora é espairecer e contar com o que e com quem você pode contar. Ninguém disse que viver era fácil, e tb ninguém me esclareceu que amar era só alegria. E isso a gtn aprende, faz parte da vida. Mas pra saber disso, tem que levar muita porrada. E quanto mais porrada vc leva, mais forte você fica, pq é em cada porrada que vc aprende mais. O lance é a gnt fazer a nossa parte. Seja quem vc é, sem pena, nem dó, se entregue quando estiver apaixonada, sem medo. Mesmo que passe, ou dure pouco e que doa depois, os momentos serão únicos. E mesmo que vc ache que tenham arrancado um pedaço do seu coração e dos seus sonhos, as suas lembranças nunca serão levadas com ninguém. Isso é teu e ninguém tira! Vai por mim

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Você

Uma vez me perguntei o que era o amor. Mas na verdade não soube responder. Se amor for sentir uma enorme saudade quando se está tomando banho, quando faz seu almoço, quando malha, quando deita e dorme sozinha, eu sei o que é. Se o amor for sentir uma dor enorme quando sente essa saudade, quando não tira a pessoa do pensamento, quando se faz tudo pensando nela, quando não tem vergonha de mostrar quem é, quando se conta sonhos e pesadelos, quando se mostra com medo ou assustada, sem ter susto da realidade, eu acho que sei o que é. Se o amor for se mostrar inquieta, com vontades, desejos e demonstrações sem censuras, eu também acho que sei o que é. Se for uma corrida diária dos dias para vê-la, para tê-la, se sorri com o sorriso dela, se fica olhando para seu rosto depois de acordar, com olheiras, remelas, e ainda sim achá-la linda, acho que sei o que é. Se o amor for um póstumo desejo da vida juntas, se ri sem graça, se tem um sorriso de orelha a orelha quando escuta palavras lindas e doces, se cada segundo que se pensa na vida e pensa nela, é pode ser que isso seja mesmo amor. Se a acha linda e a melhor pessoa que apareceu na sua vida, pode significar também amor. Mas se ainda sim, tudo isso ainda não for suficiente pra dizer que é amor, então ainda estou aprendendo, tecendo aos poucos esse futuro sentimento, que não quer fugir, quer estar e marcar a minha vida. Ainda sim vou continuar lutando pra que ele bata a porta do coração e entre sem nem pedir licença. Porque se tudo isso não é o amor e já é gostoso e lindo, imagine quando ele chegar e arrombar a porta...

terça-feira, 23 de agosto de 2011

C.F.

Talvez ainda não reparaste que sou tua como teu sorriso da lua...
Talvez ainda não reparaste que teu ângulo perfeita se encaixa no meu imperfeito e nisso tornanos impecáveis...
Talvez ainda não reparaste o quão incrível o mundo brilha quando seu brilho reflete para o planeta toda a beleza de uma esfera intacta...
Talvez ainda não reparaste que seu corpo cabe em mim, como a minha alma em você...
E talvez ainda não reparaste que és pra mim único no mundo...
E que eu posso ser teu único motivo!

domingo, 7 de agosto de 2011

terça-feira, 26 de julho de 2011

Sabe quando você percebe que você gosta?

Quando está do lado e não pode abraçar; quando se está perto do rosto e dói por não poder beijar.

Quando quer só sentir o calor da pele, a própria pele, o doce, o pecado e dói por não poder nada.

Se percebe que gosta por sentir saudades mesmo quando está do lado e capaz da saudade acabar no minuto que o sorriso se abre.

Se percebe que gosta quando passa por determinadas situações que até os melhores amigos duvidariam.

Quando você fica feliz pelo simples fato da felicidade, conquista e sucesso.

Eu gosto Fera e não é pouco. Saudades!!

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Turbilhão de sentimentos.

Engraçado é não saber o que está acontecendo. Mas a nossa história não pode acabar agora. Acredito na nossa história em outra a vida.
Mas ao mesmo tempo que esse calor sobe pela a nuca e me faz feliz, ao mesmo tempo eu te odeio e sinto raiva de você. Mas...
Como posso passar meus dias sem suas perturbações e gritos? Se os meus gritos não são baixos e também tenho minhas perturbações?
Passaria anos sem viver, se eu não tivesse conhecido você.
Parei de ter paz, parei de ter sossego, mas de que vale tudo isso? A monotonia me irrita e você tirou isso tudo de mim.
Você sem saber completa meus dias, minhas horas e essa paz que você tira de mim, acaba trazendo de volta quando abre esse sorriso infantil e dócil.
Seus abraços me engolem como num abraço de urso.
Eu não te quero pra mim, mas oa mesmo tempo, te quero perto o tempo todo.
Amar você me faz sentir todas as coisas boas e ruins qu existem no mundo. São milhões de sentimentos variéveis que vão e vem e mesmo assim o amor consegue superar todas as barreiras.
Muito louco isso, mas lindo e sublime.
É confuso, eu sei, também acho, mas me tira da rotina e mexe com todos os sentidos de uma maneira que ninguém consegue explicar.
Amar é mais ou menos isso.
Lembra quando eu disse que dói? Pois é, dói, mas é tão bom quando não dói, que vezes até esqueço que a dor pode vir a qualquer momento.
Turbilhão, não tem outra palavra, é muito isso, turbilhão e ponto.
FALAR MAIS O QUE? Nem precisa, né?!
Só a gente entende!

sábado, 19 de fevereiro de 2011

É muito difícil ver você olhando pra outros olhos que não sejam os meus.

Dói mais ainda pensar que pode sentir algo por alguém que não seja por mim.

É triste saber que estou nesse estado de medo e susto, pelo simples fato de gostar de mais.

Pior ainda é ter medo dos meus sentimentos e ao mesmo tempo não ter medo de nada, pelo simples fato do seu sorriso me confortar e de seus braços me acolherem.

Sonho no dia que vou poder te ter, te ver, te sentir e abusar de cada grão do seu interior.

Meus sentimentos são mais do que possas imaginar e muito menos do que sei que ainda sou capaz de sentir por você.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Seria...

Queria poder dar sentido às coisas, mas que graça teria dar sentido se eu não poderia conhecer a fundo as virtudes dos meus sentimentos? De que valeria a vida, se não arriscar pelas nossas cobiças e emoções?

Queria não ter receios, menos ainda medo dos meus pensamentos, mas eles são tão ilimitados quanto eu, e ultrapassam qualquer força que possa tentar me levar pro sério. Sou tirada muito fácil quando me encontro em braços queridos, braços desejados e beijos roubados. Isso, não poderia nunca tentar omitir uma coisa que já ultrapassa dos meus olhos.

Certo seria se essa atriz fosse melhor, mas sendo protagonista da minha própria vida, fica difícil dizer que meus olhos não brilham por baixo do que posso imaginar. Difícil ainda mentir pros alheios, se meus brilhos reluzem quando apareces pra mim.

Pior seria se não te visses. Mas vejo e me acelero mais que o meu próprio tempo; animo-me mais que samba e sambo mais que um chorinho. Sorrio sozinha quando em teus lábios penso e sonho acordada, quando neles os meus se encontram.

Sonho seria se não fosse realidade, mas a fundo acredito que a realidade é mais que sonho, mais que desejo, mais do que quero. A realidade é o que acontece, e o vulcão que insiste a não entrar em erupção, pode aos poucos estar se contradizendo, pode aos poucos estar se modificando... Pode aos poucos estar abdicando de seus próprios sentidos.

Atriz boa seria eu se não sentisse, mas quando os sentidos são mais fortes do que meus desejos, péssima protagonista eu sou, que não consigo nem mentir pra mim o medo do póstumo.


Natasha Vargas – 03/02/2011.