quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

~Ela tentava chamar atenção.
Percebeu que ali não tinha mais clima.
Ela queria dar continuidade.
Percebeu que ali não rolava mais nada.
Ela tentava mostrar que tava feliz, mas só tava chateada. 
Ela não fez nada, só disse que podia estar se apaixonando.
Mas ela acha que ele entendeu: "quer casar comigo?".
E aí ela decidiu deixar pra lá, porque ela não gosta de homem frouxo, que não sabe lidar com sentimentos de uma mulher.
Ela resolveu andar, e nessas andanças reparou que tem sempre alguém esperando por ela.
-N-
~O abraço foi na hora do encontro.
Foi instantâneo e aconchegante.
As horam estavam em sintonia.
Os corpos tremeram naquele instante.
Como se fossem duas almas conhecidas.
Ela nunca havia tido um abraço tão trêmulo daqueles.
Ele dizia que sentia a mesma coisa por ela.
Eles gostavam um do outro.
Tinham tudo e nada em comum.
Estranhos e conhecidos.
Faziam loucuras loucas e loucuras de calmaria.
Andavam com o pé no freio.
Mas uma coisa os impedia...
Eles estavam em momentos completamente diferentes da vida e as prioridades pareciam não ser as mesmas.
Não puderam sequer experimentar cumplicidade e parceria.
Ela diz gostar dele, ele diz gostar dela.
Mas os relógios não batiam na mesma hora.
Ela esperava qualquer noticia dele.
Uma ligação, mensagem, sinal de fumaça ou ate mesmo o toque da campainha da sua casa.
Ele se fazia forte e frio o tempo todo.
Ele tinha medo de se apegar e ela tinha medo de desapegar.
Ela tinha saudade. Nossa! Como sentia falta do abraço dele!
Ela queria aquele último beijo, pra ficar preso na memória.
Ele queria beijá-la.
Eles se entendiam, mas não podiam.
~Sou contra a perda de momentos incríveis por medo do depois.

Lute, menina

É óbvio que você queria carinho, você não é de pedra.
Mas seu coração, menina, de tão machucado ficou calejado.
Calejado não significa não sentir nada mais, mas significa não sentir tanta dor mais.
Vai doer, pq ele não foi o primeiro, ele não vai ser o último.
Vai doer porque você se entrega mesmo sem querer se entregar.
Vai doer porque você quer que alguém possua uma parte do seu coração, mas garota, presta atenção pra não entregar pra qualquer pessoa.
Às vezes a pessoa não está no mesmo momento e não vai saber usufruir do que você tem de bom.
Ou ela não quer segurar coração nenhum porque o dela virou de lata.
Ou até mesmo o não querer por não ser humano o suficiente pra saber o que fazer com o amor de alguém.
Se guarde pra vc, se doe pra quem mereça, se esforce pra que seja sempre recíproco, e se por acaso não for, nunca é tarde pra pular fora desse barco.
Lute por vc, menina.